Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

50 anos de Mylar, o herói misterioso

Em maio de 1967, a editora paulista Taika lançava a primeira edição de Mylar, criação do artista ítalo-brasileiro Eugenio Colonnese, para aproveitar o momento de popularidade com o gênero super-herói, renovado pela chegada dos personagens Marvel à televisão brasileira.

Mylar era um alienígena que tinha como missão trazer a paz ao planeta Terra - nem que para isso precisasse usar seus poderosos punhos. Ele trajava uma roupa vermelha bem chamativa e usava um cinturão atômico, que lhe permitia voar. Seu apelido era "Homem-Mistério", pelo fato de ninguém saber como era sua face, sempre encoberta por uma máscara totalmente fechada.

Colonnese contava com a colaboração de Luiz Merí nos roteiros. Após oito edições lançadas o título foi cancelado, e o personagem desapareceu das bancas por um bom tempo, até que, em 1986, foi homenageado - junto a outros personagens e personalidades do mundo real - numa HQ de Watson Portela para o especial Paralelas, da Press Editorial.

Em 1991, ganhou um…

Poesia de peso

José Antônio Cardoso de Borba é um webdesigner lá de Porto Alegre, mas quando adentra ao mundos das HQs - vide seus trabalhos de colorista no Almanaque Meteoro -, assume o codinome Zé Borba.

Alma inquieta, artística e filosófica, Borba lançou há pouco o fanzine Paquiderme, dedicado à poesia e ao trocadilho bem humorado. Como a que destaco a seguir:

"Que cheiro tem
esse teu olhar
de peixe morto"

O lance legal é que Borba também é desenhista, e de clara ascensão técnica. Um estilo que remete ao underground. Algumas de suas ilustrações podem ser apreciadas no miolo do zine (como a capa), e também no pacote de bolso Subversonhos - outra publicação de sua autoria.

Subversonhos é um conjunto de cards coloridos com ilustrações e frases reflexivas. "Mercedes sonha em mata-lo. De susto. No dia do seu aniversário. De casamento", e por aí vai. Definitivamente, uma forma diferente e interessante de divulgar e vender sua obra.

Para mais informações contate o autor via e-mail…

Super-heróis pernambucanos

Sandro Marcelo Farias, ou simplesmente Sandro Marcelo, pode ser definido como um autor arretado. Natural de Pernambuco, Sandro é uma figura constante no cenário de quadrinhos do nordeste do país, participando, desde 2003, de vários eventos e publicações independentes - algumas de sua própria autoria.

São os casos das revistas Conversor e Invulneráveis - 16 páginas, capa colorida e miolo P/B. Tratam-se de HQs de super-heróis bem movimentadas, imaginativas e dentro de um universo compartilhado - o Saniverso -, baseadas em Recife.

O primeiro é o alter ego fictício do próprio autor. Conversor é um "supra-humano" (como são classificadas as pessoas com poderes especiais no Saniverso), a serviço do Projeto Metagenoma.

Ele enfrenta supervilões sobre o céu da cidade, sem saber que há um grupo de políticos corruptos manipulando todos os acontecimentos.


Já os Invulneráveis é o supergrupo clássico, com vários personagens e personalidades conflitantes, porém unidos pelo bem maior: Agil…