Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2017

50 anos da Marvel no Brasil

Em julho de 1967, os super-heróis da Marvel estreavam em nosso país via EBAL (Editora Brasil-América Ltda), de Adolfo Aizen. Eram personagens inteiramente novos, modernos e de estrondoso sucesso nos Estados Unidos - desde a fundação do Universo Marvel em 1961, capitaneado por Stan Lee, e coproduzido por grandes artistas como Jack Kirby e Steve Ditko, entre outros.

Homem de Ferro, Namor, Hulk, Thor e um repaginado Capitão América também faziam sucesso em desenhos animados da televisão, chegaram aqui amparados por uma forte campanha publicitária, que também envolvia brinquedos, discos compactos, álbuns de colorir e outros acessórios infantis, além do patrocínio da rede de postos de combustíveis Shell.  Em seguida vieram o Homem-Aranha, o Demolidor e o Quarteto Fantástico.

No decorrer do tempo, outras editoras nacionais também investiram nesses super-heróis fantásticos. Desde aquelas consideradas pequenas (ou "nanicas", conforme os fãs), vide GEP (Gráfica Editora Penteado), GEA…

A volta do Status Comics

Em maio de 1989, eu estava no comecinho de carreira, e fazia roteiros de HQs para pequenas editoras de São Paulo, quando, inspirado por revistas como AmazingHeroes e Comics Interview, decidi me lançar também no jornalismo cultural, com a publicação do meu primeiro fanzine: o Status Quo Comics.

O Status Comics, como ficaria mais conhecido entre os leitores, trazia novidades do mercado de quadrinhos, entrevistas e reportagens longas sobre autores e personagens; e caiu no agrado geral – sendo largamente divulgado em jornais e revistas de circulação nacional da época. Em 1992, após 10 edições, o Status Comics se transformou num selo editorial, que abrigou sob sua chancela, os gibis independentes Meteoro, Os Protetores e ForçaMáxima. Em 1995, uma segunda série do Status Comics foi lançada, em quatro edições bem populares.


Agora em sua terceira encarnação, o Status Comics retorna maduro, profissional, e com um teor jornalístico mais opinativo, sem abrir mão do enfoque histórico. Trata-se de u…

Criador de Deuses: Sucesso no lançamento!

No último sábado - 1º de julho - aconteceu o lançamento e tarde de autógrafos do meu novo livro, a biografia Jack Kirby - O Criador de Deuses, na livraria Comix Book Shop. Apesar do frio de arrepiar, típico do inverno paulistano, o evento lotou.

Foi emocionante, e o mínimo que posso fazer é agradecer pelo prestigio e carinho de tanta gente bacana. De leitores a profissionais da área editorial; aos amigos de longa data e familiares; aos colaboradores do Almanaque Meteoro e, é evidente, ao pessoal da Editora Noir e da Comix - responsáveis diretos pela realização do evento.

Na mesma ocasião, o grande jornalista Gonçalo Junior - de tantas e imprescindíveis obras sobre artes em geral - estava autografando exemplares de seu recém-lançado A Subversão pelo Prazer (dedicado ao trabalho do italiano Milo Manara), também da Noir.

Aliás, queria deixar registrado aqui o meu sincero muito obrigado ao Gonçalo, pelo trabalho de edição preciso e também pelo prefácio que escreveu para o meu livro. E ta…